Dicas e Inspirações

Você não para de ter ideias novas? Saiba o que fazer com todas elas!

Ideia é um bicho estranho né? É só você sentar na frente do computador, abrir seu editor de texto que parece que elas somem de uma forma que você nunca viu.

Aí, basta você entrar no banho, estar dirigindo ouvindo alguma música no rádio ou até mesmo na cadeira do dentista, é incrível como elas pipocam na tua cabeça.

A ciência já explicou: quando estamos relaxados, distraídos ou fazendo alguma atividade prazerosa pra nós, é quando nossa mente faz as ligações necessárias para surgirem os famosos insights.

Seja porque estamos aumentando o fluxo de dopamina ou porque a distração dá ao nosso cérebro uma folguinha deixando o inconsciente trabalhar de maneira mais criativa. Quando a gente força a mente a achar uma solução, nem sempre ele consegue fazer essa ligação, porque estamos focados em resolver o problema, tensos e sobrecarregados.

Então, existem várias maneiras de você não deixar essas ideias escaparem. Claro que, anotar é sempre a maneira mais eficaz (seja onde for, e aí é legal ter um aplicativo no celular que abra rápido e possibilite armazenar notas com segurança), mas depois de muitas vezes eu perder o fio da meada da ideia de um post, de um texto, de um vídeo e não conseguir mais recuperar nada, começar a formar toda a estrutura dela na mente e falar “quando eu chegar em casa vou anotar” e quando eu chegava em casa, cadê que eu lembrava o que foi que havia pensado? Isso acontece com muita frequência, então, me rendi ao gravador de voz no celular, assim eu coloco ele para gravar no porta-treco no carro, consigo gravar na rua, por exemplo e até mesmo numa sala de espera e consigo salvar as ideias, naquele momento que não conseguiria anotar.

E daí desse exercício já saíram posts, ideias de projetos, soluções, vídeos, já saiu muita coisa pelo simples fato de você não esperar a cabeça esfriar para desmembrar o projeto. Apesar dessa dica de anotar as ideias quando surgem ser uma dica que todo mundo dá, porque nossa mente nos engana muito, se você não colocar em prática você vai perder muita ideia pelo caminho.

É uma coisa que você realmente precisa fazer! Esse exercício também traz um outro benefício, além de não perder suas ideias, que é o exercício de esvaziar sua mente, um dos princípios do método GTD que é o método que eu utilizo, estudo e que se encaixa perfeitamente na minha vida para o que eu precisava que é o de ter a mente clara como a água.

Quando a gente não está pensando nas trocentas coisas que temos que fazer todos os dias, a gente também trabalha de uma maneira mais eficaz, ficamos mais sensíveis à criatividade. Quando você passa a anotar tudo, mas tudo mesmo que vem à sua mente e depois processa aquela ideia, seja qual for o seu método de organização, você passa a ter mais liberdade para pensar para criar, a mente não fica toda hora voltando naquelas coisas que a gente precisa fazer, resolver, pensar e tudo mais.

Mais uma coisa, não esqueça de processar esses arquivos com uma certa frequência, às vezes vamos anotando ou gravando vai acumulando ali, em papéis na bolsa ou áudios no celular, não vai adiantar além de você correr o risco de perder de novo. O ideal é que você tire pelo menos alguns minutos por dia para ir processando toda essa coleta de ideias, áudios textos e etc.

Claro que algumas delas serão apenas a ponta de algo muito maior que ainda precisará ser desenvolvido e justamente  por isso, não demore muito para trabalhar em cima delas. Outras irão para a gaveta, são ótimas ideias, mas não para o momento atual. E ainda há aquelas que irão para o lixo, que serão descartadas mesmo.

Ter ideias é ótimo, sempre, mas mais importante que isso, é saber o que fazer com elas.

 

Veja também

Sem Comentários

Deixe um comentário