Vida e Cotidiano

Sobre trabalhar na internet e querer abraçar o mundo

Quando comecei a trabalhar na internet é como se um mundo novo se descortinasse na minha frente. Nesse mundo, tudo é possível! Temos voz, temos audiência, temos possibilidades, ferramentas, maneiras de fazer coisas antes inimagináveis acontecer.

E nesse mundo de infinitas possibilidades, fui criando projetos! Alguns ficaram, outros morreram, e ainda tem aqueles que estão nas mãos de outras pessoas. E é lindo isso! Sempre escuto minha mãe dizer que queria ter tido todas essas possibilidades na época em que ela tinha filhos pequenos. “Poder trabalhar no computador seria um sonho!” Diz ela.

Quando escuto isso dela penso em como somos privilegiados. Como eu sou privilegiada. De fato, meu trabalho não precisa de hora, nem lugar para acontecer. Posso trabalhar de dia, de noite, em casa, em um café ou na fila do banco. Sou extremamente grata por isso.

Consigo automatizar processos, deixar coisas agendadas e muitas no famoso piloto automático. Só que tanta facilidade para criar foi talvez o meu calcanhar de aquiles. Meu ponto fraco! Criar muitas coisas ao mesmo tempo me fez chegar em um estágio que eu não sabia mais o que eu tinha de projeto, não sabia o que fazer com eles e nem onde eu queria chegar. Fui dizendo “sim” para todas as propostas eu me vi atirando para os todos lados.

Quando surgia uma oportunidade e eu queria dizer não, sentia uma culpa imensa. É aquilo de que não podemos deixar as oportunidades passarem. Todo mundo me cobrava isso, principalmente eu mesma. Tinha uma ideia nova e não dormia enquanto não conseguia colocá-la em prática, porque, como assim, eu ia deixar uma oportunidade dessas passar?

E se antes eu pensava que dizer sim era um ato de coragem, vi que dizer não, muitas vezes é um ato de coragem muito maior.

Nessa imensidão de possibilidades, escolher e focar é a chave. E nem estou dizendo que é para tocar somente um projeto, eu jamais conseguiria isso, mas em primeiro lugar garantir que você está fazendo bem feito cada um deles. Que sabe para onde eles vão te levar. Que sabe bem porque ainda está neles.

Porque mais que dinheiro e satisfação o trabalho traga, o tempo de vida, é a coisa mais valiosa que você tem, porque dinheiro você consegue mais, tempo não! Escolher e saber onde está empregando seu maior ativo é uma lição difícil, mas necessária de se aprender.

Pense sempre nisso e então quando uma “oportunidade imperdível” bater na sua porta, avalie bem seu investimento de vida nela.

Veja também

Sem Comentários

Deixe um comentário