Leituras

Série da vez: Desperate Housewives

Comecei a ver Desperate Housewives ou “Donas de casa desesperadas” como também é conhecida aqui, por indicação de um amigo que achou que me identificaria com os dramas e as tramas da série. Dito e feito. Foi amor totalmente à primeira vista e fiquei loucamente viciada na série que tem oito temporadas.

Vi a série toda ano passado e em algumas temporadas tive que me conter para não me viciar e não fazer mais nada na vida. A gente acaba se envolvendo muito com os personagens, talvez pelo tempo longo de corte da série, que quando acabou me senti meio órfã.

De fato é uma das melhores séries que assisti, envolve comédia com drama e mistério. Em alguns episódios é impossível segurar a risada, assim como em outros é impossível segurar as lágrimas. Até hoje, uma das mais populares e de maior audiência dos Estados Unidos, muitas vezes citada como o melhor seriado de comédia dramática de todos os tempos.

Do que a série fala

A série se passa no subúrbio dos EUA, na rua fictícia de Westeria Lane em Fairview e tem como tema central a vida de cinco amigas e donas de casa, mostrando o dia a dia e vários dramas pessoais que fazem a gente rir, mas também pensar e refletir sobre muitas questões da vida.

Logo no primeiro capítulo, nos deparamos com o suicídio de Mary Alice que narra toda a série do seu ponto de vista, revelando segredos e muitas vezes despertando algumas questões mais existenciais em nós telespectadores. E isso talvez seja o que mais tenha me encantado, os acontecimentos reais, as dúvidas, as angústias, os conflitos que vivemos em nosso dia a dia.

Cada personagem tem uma personalidade e uma característica marcante que se torna até mesmo caricato em alguns momentos, deixando a série bem divertida. E cada episódio tem um personagem como central o que não deixa a série cansativa. E ah! Pra quem gosta é legal ver um pouquinho da cultura norte-americana.

Em geral a série fala muito sobre questões simples do nosso a dia a dia até questões bastante complexas como conflitos internos e de personalidade, mas sem deixar tudo pesado. O estilo da série combina com elementos de drama, comédia, mistério e novela.

 

Curiosidades e motivos para assistir

  • Em 2005 foi uma das séries mais vistas em todo o mundo.
  • A série teve 39 indicações ao Emmy, e levou 7 para casa.
  • Cada episódio com 1 hora de duração demora 8 dias para ser gravado.
  • Todos os episódios, exceto o piloto, são nomeados com títulos de canções.
  • Uma fã gostou tanto do vestido usado por Gabrielle no episódio piloto que ela escreveu para os produtores da série perguntando quem o havia desenhado, e se a mesma pessoa poderia desenhar um vestido para a sua formatura. Ao invés disso, os produtores enviaram a ela o vestido originalmente usando pela atriz, e ela usou na formatura.
  • Existiu uma versão brasileira da série intitulada “Donas de casa desesperadas”, mas que não continuou não conseguiu pegar sucesso na série original e acabou não tendo continuação. Se bateu a curiosidade, dá uma olhada aqui!
  • Algumas pessoas acharam que a nossa versão da série não fez sucesso pela dificuldade de adaptar o roteiro para nossa realidade e assim não gerou identificação.
  • Além do Brasil, outros países da América Latina também fizeram um acordo de adaptação: Argentina, Colômbia e Equador.
  • A série está disponível na Netflix.

Veja também

Sem Comentários

Deixe um comentário