Vida

O ano que você precisa ter

Se eu tivesse que resumir em uma frase meu maior aprendizado em 2017 seria: você não está no controle. Assumo que isso não é nenhuma novidade e que talvez, eu sempre soubesse, mas nunca em um ano eu tive tantas acontecimentos me mostrando, que não, não temos controle de absolutamente nada, nem mesmo do momento presente, que quando piscamos, já nem existe mais.

E não ter controle não tem nada a ver com não ter escolhas. Não ter controle quer dizer que as coisas podem mudar de rumo muito rapidamente e não necessariamente para um rumo ruim, elas podem mudar para coisas muito melhores.

Este foi um ano fora de controle, por assim dizer, muitas surpresas nos fizeram ajustar as velas, mais de uma vez, e mais de uma vez em um curto espaço de tempo.

Foi um ano de aprender a se planejar, mas também de deixar fluir, e um ano para aprender a olhar as situações por mais de um ângulo sempre.

Porque mesmo que as coisas não estavam indo bem, mesmo em meio ao caos, nascia ali grandes transformações, grandes lições, mudanças tão significativas que justificavam todas as pedras no caminho.

E claro que, vieram as boas surpresas que não possuem menos poder e função de transformar e ensinar. Elas, igualmente, nos mostraram coisas maravilhosas, acenderam em nós tantos sentimentos que nem conseguiria explicar.

Só que cada coisa precisávamos aprender de uma forma. E então ela veio como precisava vir!

Parece clichê, mas acredito piamente nisso, e quando a gente acredita que tudo que acontece têm sua função em nossas vidas, brota a gratidão, o agradecimento por ter tido as lições certas na hora certa.

Diante de todas essas turbulências, o amor, o carinho, a paz, a união e a amizade se fez presente de uma forma emocionante. Laços se criaram, outros se fortaleceram, e mais uma vez brota a gratidão porque nunca nos sentimos desamparados em nenhuma circunstância.

Na balança da vida, fica sempre um saldo positivo, valeu cada minuto vivido em 2017. Porque o vivemos!!!

Para 2018, a lista se encurta, começamos a compreender que pedidos, metas e planejamentos podem e e sim precisam ser feitos, é bom saber para onde estamos navegando, mas que no final, o mais importante é mentalizar e pedir o ano que a gente precisa ter!

Veja também

Sem Comentários

Deixe um comentário