Vida e Cotidiano

Meus 3.2

Eu nunca havia parado para pensar no porquê que as pessoas usavam um ponto no meio da idade – tipo, 3.0 no lugar de 30 por exemplo – até a hora de começar a escrever este texto.

Sabe, acho que seja porque, dessa forma, a gente passa mais a sensação de upgrade do que de tempo passado, afinal, um aplicativo 2.0 é o 1.0 melhorado não é mesmo? Não sei se o motivo é esse, mas acho que faz bastante sentido.

E está fazendo bastante ainda mais sentido pra mim nesse ano quando parei para olhar a Bárbara 3.2, porque de fato estou conseguindo olhar com muito carinho para essa versão que acabou de ser completada.

Essa versão chegou mais leve, acho que a crise só foi nos 30 mesmo. Claro que, a gente faz um balanço do ano que passou, novos desejos para o ano que virá, mas diferente de dois anos atrás, estou mais em paz com minhas escolhas, com os acontecimentos, com a vida. Com aquilo que dependia de mim e principalmente com aquilo que foge ao nosso controle.

Recentemente eu ouvi de uma professora de yoga, que cada pessoa nesse mundo faz o melhor que pode, com o conhecimento que tem no momento. Que todo mundo dá sempre o melhor de si, com o que sabe e as ferramentas que conhece.

Quando a gente aceita isso, fica mais fácil fazermos as pazes com o passado e só assim a gente vai conseguir seguir em frente com coragem e levando os aprendizados necessários.

Só quando a gente se abraça e se perdoa é que estamos prontos para encarar o futuro de uma maneira mais destemida, mais leve e mais de acordo com os nossos ideias. Fizemos sempre o melhor que podemos fazer, com o que tínhamos. E claro, isso vale também para as pessoas que nos rodeiam.

Esses 3.2 chegaram chegando, é incrível as maravilhosas que o tempo e as experiências podem fazer conosco. Eu eu sou muito grata por isso.

Que venha meu ano novo minha gente! Obrigada por estarem aqui!!

 

Veja também

Sem Comentários

Deixe um comentário