Séries e Filmes

[Filme da vez] A cabana

O filme baseado no best seller de William P. Young finalmente chegou aos cinemas e vem despertando a curiosidade de muita gente, mesmo de quem não leu o livro, como foi o meu caso. Mesmo assim, já havia procurado a respeito e sabia do que se tratava: uma história que fala de fé e claro, com um apelo cristão, porém, aparentemente sem “puxar” para nenhuma religião específica.

Particularmente, sou fascinada com as religiões no geral e gosto de filmes que falam delas. Acho que são uma forma de eu ver pela fé do outro e entender melhor tantas manifestações diferentes.

Mas o filme A Cabana acabou me trazendo uma visão da fé de uma forma muito diferente do que imaginei, não é ofensivo com quem não crê e não tem a intenção de conquistar adeptos ou impor verdades. Ou seja, conta a história pessoal de uma descoberta da própria fé do personagem com elementos que ele precisava e da forma que ele que ele estaria receptivo naquele momento, indo de encontro com algo em que eu acredito muito: que cada um possui seu próprio caminho de encontro com sua crença, com suas verdades e nenhum caminho é errado, se faz de você uma pessoa melhor.

O filme surpreendeu pelo tom pacífico com que tratou o assunto com levantamento de questões inerentes a nossa condição e despertando muitos sentimentos e reflexões acerca de nossas escolhas e da forma com que lidamos com a dor em momentos de sofrimento, se aprofundando na medida certa para não abraçar demais os preceitos dessa ou daquela doutrina.

Do que o filme fala

O filme conta a história de um homem que vive atormentado após perder a sua filha mais nova, cujo corpo nunca foi encontrado, mas sinais de que ela teria sido violentada e assassinada são encontrados em uma cabana nas montanhas. Anos depois da tragédia, ele recebe um chamado misterioso para retornar a esse local, onde ele vai receber uma lição de vida.

 

Fala de uma jornada interna de fé do personagem, onde ele busca respostas acerca de justiça, Deus, fé e perdão. Mostra de maneira didática, ensinamentos e caminhos de cura, e traz reflexões muito pertinentes em nossa própria vida.

Motivos para assistir e curiosidades

O filme e emocionante, nos toca e faz pensar. Independente de ter lido o livro, ou de seguir essa ou aquela religião, ele fala muito mais de espiritualidade em si do que de uma crença específica. É daqueles filmes que mudam a forma com que vemos muitas coisas. A interpretação de Octavia Spencer (indicada ao Oscar por ‘Estrelas Além do Tempo’) está maravilhosa e acolhedora em seu papel.

Em 2005, William Paul Young estava à beira da falência. Foi nesta época que ele decidiu escrever sobre seus sentimentos em relação a Deus e presentear sua família e amigos próximos com o livro. Ele nunca imaginou que um dia venderia milhões de cópias do livro A Cabana.

Trailer 

Veja também

Sem Comentários

Deixe um comentário