Vida e Cotidiano

Dia 02 – Esse exercício estranho

Dia 02, cá estou eu para simplesmente escrever. Mas tenho que falar do quão estranho está sendo fazer esse exercício.

Desde ontem depois que terminei de escrever o texto de número 01 que eu não paro de pensar.

Não paro de imaginar histórias, temas para escrever aqui, fiquei ansiosa para o momento em que poderia sentar, pegar meu café e escrever de novo (quem tem filhos vai me entender).

Passei o dia como se eu tivesse uma alguém me esperando.

Como se não bastasse ficar pensando em uma boa história para contar nesse projeto, a cabeça não parou de pensar em temas para outros posts e vídeos. É como se literalmente, esse exercício tivesse aberto uma comporta em minha mente.

E assim, como em toda comporta, que segura por muito tempo uma coisa, as ideias vêm embaralhadas, com pressa. Comecei a escrever uns 3 posts, mas parei porque não fazia nenhuma sentido continuar.

A ansiedade não me deixa pensar direito.

Esse texto mesmo já parei de escrever e quase desisto de publicar, porque está ficando cada parágrafo mais confuso, mas lembra que minha terapeuta me lê? E ela me disse para confiar no meu processo. E eu quero confiar.

Mesmo com todo esse efeito colateral, me sinto estranhamente mais viva, determinada, feliz. Sabe, aquela troca de olhares, primeiro encontro, borboletas no estômago, mais ou menos por aí.

Tô feliz, porque junto com esse exercício maluco, eu hoje eu já mexi no blog, fiz um pouco do SEO dele, tenho mais textos para entrar, estou lendo sobre o mercado editorial.

E mesmo que isso aqui não me leve para onde eu quero, o sentimento de estar tentando, de estar fazendo algo, é uma coisa que nem mesmo o fracasso pode tirar de mim!

Até amanhã!

Veja também

Sem Comentários

Deixe um comentário