Para refletir

Como se fosse a primeira vez

Moramos em um condomínio e bem, nosso gato adora passear nele.

Eu sei! Não é seguro ele sair, além do mais, é proibido que ele saia sozinho.

Então a saída foi sair para andar com ele. Na verdade eu me sento e o vejo andar. Geralmente com uma caneca de café na mão. Geralmente antes das 7h da manhã. De vez em quando até levo um livro, mas que geralmente fica só de enfeite porque preciso olhar se ele realmente não está aprontando nada.

Mas ele apronta! Da melhor maneira possível. No sentido mais literal da palavra e não no sentido que provavelmente você pensou e que, por acaso, consta no regulamento do condomínio.

Então sai pulando, correndo, cheirando, explorando, conhecendo. É o mundo que ele vê todo dia, mas está sempre pronto para explorar como se tivesse acabado de desembarcar em um outro planeta.

Tudo é novidade. Mesmo aquela arbusto que ele vê todos os dias. Mesmo daquela árvore que aprendeu a subir e quase me mata do coração. Mesmo a entrada do prédio que amanheceu exatamente como adormeceu no dia anterior.

Ele sente o cheiro como quem está aproveitando o melhor momento da vida. Corre atrás dos pássaros e das sombras dos pássaros por pura diversão.

E quando vê alguém se aproximando, se joga no chão. Esfrega a cabeça nos pés e pede um carinho. Que geralmente ganha. Das mesmas pessoas. Todos os dias. Mas você não diria ao ouvir seus grunhidos de satisfação.

Às vezes escolhe um lugar, onde o sol, ainda fraco, se faz presente e deita fechando os olhinhos, totalmente entregue. Ele faz tudo como se fosse pela primeira vez. Não como a última, sempre a primeira, afinal é ela que carrega aquele frio na barriga, aquele alegria genuína, o deslumbramento e aquelas emoções que muitas vezes são difíceis de se repetir.

Depois de um tempo de total redescoberta desse quintal, que ele já conhece tão bem, o pego no colo e voltamos para casa. Alguns dias bem. Outros sob protestos.

Eu vou trabalhar.

Ele vai dormir, geralmente bastante.

Geralmente na cama quentinha que eu acabei de deixar para sair e passear com ele. E quer saber? Não tenho dúvidas de essa é uma das coisas que ele tem mais satisfação em fazer, como se fosse a primeira vez.

Veja também

Sem Comentários

Deixe um comentário