Maternidade

A mão da mãe

Ela aparece meio tímida nas fotos e nos vídeos. Hora segurando uma mão, outras vezes aparando as costas para evitar um acidente, ou ainda fazendo um cafuné discreto. Embora não seja a protagonista da imagem, ela representa muito mais do que a imagem vista.

Ela é força que segura nos braços o novo ser que acaba de chegar, que o afaga, que o sustenta. Ela também faz coisas, muitas coisas, coisas essas tão essenciais para o filho crescer bem e saudável.

Ela sustenta a criança que está aprendendo a andar. Fica firme ali esperando, caso o filho precise a qualquer momento se segurar.

Ela é acalento, é o cafuné que cura as dores de um joelho ralado e um coração partido.

Ela também é cuidado para passar um remédio após uma queda, para medir uma febre, para dar um banho revigorante.

Ela é o aceno de certeza de que as coisas darão certo nos desafios da vida.

É quem ensina a colorir, a pintar e escrever.

Ela mostra, aponta, desperta as curiosidades para as maravilhas do mundo.

Muitas vezes elas se tomam de movimentos mais calorosos, quando está tentando nos explicar onde erramos.

E juntas são a oração silenciosa e verdadeira de uma mãe que sempre, sempre está olhando pelos seus filhos, sejam bebês ou já adultos, estejam estes perto ou longe.

A mão é mãe traz a certeza de que nunca somos deixados na mão, que sempre teremos com quem contar, sempre teremos uma mão, em qualquer circunstância.

A mão da mãe está sempre ali, comece a observar!

Veja também

Sem Comentários

Deixe um comentário