Maternidade

10 anos de Júlia – 10 anos de maternidade

Há 10 anos minha vida mudou! Eu estava meio zonza após o parto, lembro das dores que sentia, dos incômodos pós-cirúrgicos, mas me lembro com mais nitidez ainda a sensação que foi pegar minha filha nos braços pela primeira vez.

É como se algo dentro de mim nascesse, algo diferentes, único, arrebatador. Esqueci das dores, dos incômodos, da tontura. Senti a própria Mulher Maravilha, senti que tinha poderes, senti uma das melhores sensações do mundo.

De lá pra cá vivemos tantas coisas, tantas fases, tantas mudanças, tantos sentimentos. Nossos altos e baixos, nossas descobertas, resiliência, capacidades, fomos ao limite e voltamos…. diversas vezes.

Eu poderia dizer que nesses 10 anos, vivi um intenso amor, sim! O amor mais louco, puro e forte que seria capaz de sentir na vida.

A maternidade é o meio de transformação mais profundo que conheci.

Quisera eu que ela fosse sempre doce, sempre calma, sempre bela. Quisera eu que não fosse tão contraditória, cheia de dúvidas, medos, reflexões. Quisera que ela não nos mostrasse as nossas sombras, que não despertasse nossos monstros.

Mas ela é assim! Um caminho lindo, com suas belas flores e espinhos.

Porque tudo tem seus dois lados.

Talvez se ela fosse diferente não traria transformações tão profundas, não mostraria tanto a sua força e seu poder. Não despertaria em nós tanta garra e tanto amor.

Este amor que nunca imaginei conhecer e muito menos pensei que fosse assim.

Mas é!

É o amor nos ensinando a amar. Há 10 anos fui apresentada a ele. Não trocaria esses 10 anos por nada.

Hoje, quando eu olho para essa menina, que não é mais aquele bebê que peguei nos braços, vejo que a cada dia ela me mostra, de novo e novo, que aquele amor que senti naquele dia 28, o dia em que minha vida nunca mais seria a mesma.

Ainda bem!

10 anos de Júlia minha vida, 10 anos de maternidade.

Parabéns pra nós, minha filha!

Veja também

Sem Comentários

Deixe um comentário